League of Legends

CBLOL 2020/2: INTZ supera a KaBuM! em cinco jogos e está na grande final

Os intrépidos reeditarão final histórica de 2015 contra a paiN

No League, quando dois gigantes se enfrentam, tudo pode acontecer: um stomp, um jogo extremamente equilibrado, reviravoltas incríveis e até jogadas bisonhas. As partidas deste domingo entre os maiores campeões do CBLOL com quatro títulos cada, INTZ e KaBuM!, teve tudo isso e mais um pouco.

JOGO 1

Logo na primeira partida do dia a INTZ já surpreendeu. Os intrépidos, mesmo jogando no blue side, ou seja, o lado que tem a prioridade na primeira escolha mas geralmente está mais exposto a counter picks, conseguiu um feito impressionante no jogo de xadrez do draft: colocar todas as suas lanes em uma posição confortável na fase de rotas.

Com isso, seus laners abriram pequenas vantagens de gold, principalmente no farm, e conseguiram a pressão nas rotas para organizar melhor o controle da jungle. Mesmo num cenário desconfortável, a KaBuM! fez uma resposta adequada e garantiu alguns objetivos.

Com a vantagem criada no early game, a INTZ controlou a visão e o mapa, escolheu melhor as lutas e venceu a partida. Confira:

JOGO 2

Na segunda partida do dia, as equipes mudaram um pouco suas estratégias, dando espaço para um dos principais picks das semifinais: Orianna.

Em uma partida de muito equilíbrio e poucos erros, a KaBuM soube se aproveitar melhor deum deslize da INTZ perto de um barão, conquistou o objetivo e a partida.

JOGO 3

A partida de número três foi, provavelmente, uma das mais importantes da série, se não for exagero falar que praticamente decidiu o confronto. Para quem gosta de um jogo de um lado só, que um time entra e domina o adversário do início ao fim esta não é a sua partida.

O jogo três deixou evidente o equilíbrio da série e a capacidade de uma equipe competitiva de alto nível de reagir a situações diversas no jogo. A KaBuM! passou a duração do jogo quase inteiro com uma vantagem de no mínimo 6 mil de ouro. No cenário do league isso significa que, fazendo uma explicação exagerada, todos os cinco jogadores da equipe tinham vantagem sobre o adversário de pelo menos meio item, o que significa vantagem em trocas, lutas e disputas por objetivo.

A INTZ foi paciente, soube se defender muito bem e explorou a vantagem de dragões para conquistar a força necessária para combater a KaBuM! Jogadas como o triple kill do MicaO foram essenciais para assegurar o resultado:

JOGO 4

Se você ainda não estava convencido da capacidade técnica de cada time e mais especificamente de cada jogador presente nesta semifinal, o jogo quatro é o que você PRECISA assistir. A INTZ largou na frente, com boas jogadas principalmente na bot lane, mas a KaBuM não se rendeu.

Sabendo que cada partida a partir daquele ponto poderia ser a última deles no CBLOL 2020, os ninjas não economizaram sua mecânica e mostraram que poderiam sim ir às finais. Confira, nos melhores momentos, o incrível lance do mid laner Tuts com sua Orianna, no qual o jogador posiciona a bola escondida no seu aliado e muda totalmente o rumo da team fight e do jogo:

JOGO 5

A quinta e decisiva partida finalmente chegou e dela só passaria uma equipe, as expectativas estavam altíssimas, desde o momento dos picks e bans. Foi justamente nessa hora que a INTZ nos mostrou uma grande leitura de jogo, antes mesmo dele começar, e nos surpreenderam novamente ao fazer o pick do Kog’Maw AP no mid.

Este pick em específico é pensado no crescimento do campeão durante a partida. Com o passar dos leveis, o Kog’Maw ganha range (alcance) em sua ultimate, até que no nível 16 ele atinge 1800 de range na skill e com seu W maximizado ele ganha 210 de range adicional no auto ataque. Para efeito de comparação, a range de auto ataque mais comum entre os atiradores é de 550, em condições iniciais normais, e a Caitlyn, uma das atiradoras conhecidas por sua vantagem no alcance, possue o maior range com 650.

Qual é o efeito prático na partida? Simples, a KaBuM! não encostou na backline da INTZ. É certo dizer que outros fatores contribuíram para tal feito, como o controle de mapa a favor da INTZ, que dificultava os adversários a encontrarem bons flancos e também a própria vantagem construída pelos intrépidos em jogadas como o 1×2 do Tay na top lane.

Com o jogo controlado, a INTZ apenas “puxou as cordas” e escolheu o momento certo para fechar a partida. Confira os melhores momentos:

A GRANDE FINAL

Com os resultados do final de semana, paiN e INTZ se reencontrarão na final do CBLoL. O clássico conhecido como PAINTZ já aconteceu na final de 2015, em um confronto que marcou o cenário de League of Legends brasileiro como uma das melhores finais de todos os tempos, na ocasião a paiN sagrou-se campeã brasileira após três partidas.

A final de 2020/2 garantirá o retorno de uma destas equipes ao Worlds, o mundial do League, e acontecerá no dia 5 de Setembro. Será que a paiN garante o tricampeonato ou será que a INTZ finalmente terá a sua revanche de 2015?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: